Início Top 10 Todas Mais Enviadas Novas Adicionar Anedota





Pesquisa Avançada





Pesquisa Avançada

Subscrever a newsletter




  Alentejanos  (426)
  Aulas  (57)
  Animais  (74)
  Anões  (9)
  Bebados  (46)
  Brasileiros  (48)
  Amigos  (78)
  Carros  (16)
  Cegos  (13)
  Ciganos  (16)
  Cuba  (42)
  Elefantes  (57)
  Azares  (69)
  Ã‰pocas  (16)
  Era uma Vez  (66)
  Expressões  (117)
  Especialistas  (33)
  Estrangeiros  (30)
  Família  (24)
  Fantasias  (31)
  Festas  (6)
  Futebol  (70)
  Farmácia  (9)
  Filmes  (23)
  Gagos  (18)
  Gays  (26)
  Geral  (4306)
  Jovens  (27)
  Loiras  (201)
  Lojas  (16)
  Mortes  (7)
  Médico  (50)
  Nazis  (30)
  Namorados  (31)
  naufrágios  (4)
  O que é  (21)
  Os Se's  (2)
  Porcas  (25)
  Precoces  (25)
  Pais e Filhos  (57)
  Países  (11)
  Patrões  (10)
  Peidos  (9)
  Policias  (12)
  Pretos  (64)
  Restaurantes  (15)
  Religião  (85)
  Ricos  (11)
  Roubos  (3)
  Sádicos  (35)
  Samora  (7)
  Sexo  (109)
  Casamento  (57)
  Sogras  (15)
  Sortudos  (6)
  Transportes  (16)
  Testes  (16)
  Urss  (28)
  Vida Conjugal  (28)
  Raínha da Noite  (3)
  Romeu  (2)
  Adivinha  (60)
  Verdades  (10)
  Linguagem  (20)
  Pinóquio  (4)
  Bolo Amor  (10)
  Químico  (1)
  Alentejana  (108)
  Contradições  (36)
  Matemáticas  (2)
  Dicionário  (5)
  Ignorantes  (26)
  Engano  (21)
  Confusão  (48)
  Remador  (2)
  Palavra  (4)
  Pensamentos  (9)
  Picantes  (35)

Versão para imprimir


Categoria da Anedota: Ignorantes
Categoria da censura: Adulto

 Enviado por: fani activado 2010-06-14
 Tipo: long
 Estatistica: 5
 Enviado: 0


Titulo:

pERGUNTA A CALOIRA

ESTA FOI A PERGUNTA DE UMA CALOIRA DA FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO PORTO SOBRE PAPILAS GUSTATIVAS, QUE ATÉ JÁ DEU ORIGEM A UM PROGRAMA DO HOMEM QUE
MORDEU O CÃO.
Esta história é verídica. Numa aula de biologia, o professor estava a falar sobre o alto teor de glicose encontrado no sémen, quando uma caloira levantou o braço e perguntou:
- Se eu entendi bem, o senhor professor está a dizer que se encontra muita glicose no sémen.
- Seria tanto quanto no açúcar?
- Sim. Respondeu o professor.
- Então por que é que o gosto não é doce?
Após um silêncio de estupefacção, a turma toda escangalhou-se a rir. A pobre caloira ficou roxa de vergonha assim que percebeu quão impensada foi sua pergunta. A resposta do professor, entretanto, foi clássica:
- O gosto não é doce porque as papilas gustativas que reconhecem o sabor doce, encontram-se na ponta da língua e não no fundo da garganta...



<< Previous Next >>
 
Vote nesta Anedota! - Valor de votação 5
 Estúpida   Excelente      
   
 
Enviar esta Anedota a um amigo
 


Algarve    Aveiro    Beja    Bragança    Braga    Castelo Branco    Coimbra    Évora    Guarda    Leiria    Lisboa    Portalegre    Porto    Santarém    Setúbal    Viana do Castelo    Vila Real    Viseu    Açores    Madeira   





Pesquisa Avançada

Para adicionar a anedota
do dia ao seu site
clique aqui..















Desenvolvido por: canalweb © 1998-2010