Início Top 10 Todas Mais Enviadas Novas Adicionar Anedota





Pesquisa Avançada





Pesquisa Avançada

Subscrever a newsletter




  Alentejanos  (426)
  Aulas  (57)
  Animais  (74)
  Anões  (9)
  Bebados  (46)
  Brasileiros  (48)
  Amigos  (78)
  Carros  (16)
  Cegos  (13)
  Ciganos  (16)
  Cuba  (42)
  Elefantes  (57)
  Azares  (69)
  Ã‰pocas  (16)
  Era uma Vez  (66)
  Expressões  (117)
  Especialistas  (33)
  Estrangeiros  (30)
  Família  (24)
  Fantasias  (31)
  Festas  (6)
  Futebol  (70)
  Farmácia  (9)
  Filmes  (23)
  Gagos  (18)
  Gays  (26)
  Geral  (4306)
  Jovens  (27)
  Loiras  (201)
  Lojas  (16)
  Mortes  (7)
  Médico  (50)
  Nazis  (30)
  Namorados  (31)
  naufrágios  (4)
  O que é  (21)
  Os Se's  (2)
  Porcas  (25)
  Precoces  (25)
  Pais e Filhos  (57)
  Países  (11)
  Patrões  (10)
  Peidos  (9)
  Policias  (12)
  Pretos  (64)
  Restaurantes  (15)
  Religião  (85)
  Ricos  (11)
  Roubos  (3)
  Sádicos  (35)
  Samora  (7)
  Sexo  (109)
  Casamento  (57)
  Sogras  (15)
  Sortudos  (6)
  Transportes  (16)
  Testes  (16)
  Urss  (28)
  Vida Conjugal  (28)
  Raínha da Noite  (3)
  Romeu  (2)
  Adivinha  (60)
  Verdades  (10)
  Linguagem  (20)
  Pinóquio  (4)
  Bolo Amor  (10)
  Químico  (1)
  Alentejana  (108)
  Contradições  (36)
  Matemáticas  (2)
  Dicionário  (5)
  Ignorantes  (26)
  Engano  (21)
  Confusão  (48)
  Remador  (2)
  Palavra  (4)
  Pensamentos  (9)
  Picantes  (35)

Versão para imprimir


Categoria da Anedota: Geral
Categoria da censura:

 Enviado por: activado 2010-08-02
 Tipo: mini
 Estatistica: 1
 Enviado: 0


Titulo:

Uma rapariga tem um acidente de automóvel e fica cega de am

Uma rapariga tem um acidente de automóvel e fica cega de ambos os olhos.
Certo dia a mãe chega a casa e diz:
- Minha filha, tenho uma cura para a tua doença. Tens que espetar cada olho 8 vezes com uma agulha muito fina.
- Mas isso deve doer muito, mãe.
- Mas é para teu bem. Toma a agulha.
A jovem espeta uma vez, espeta duas e gritava de dor, dizendo que não aguentava mais, mas a mãe encorajava-a continuar. Depois fim de espetar 4 vezes cada olho, a rapariga diz:
- Mãe, estou cheia de dores. Acho que não consigo continuar.
- Claro que consegues. Só já falta uma vez. Coragem.
A apariga lá faz o último esforço e no final, cheia de dores, com os olhos inchados e cobertos de sangue, diz em desespero:
- Mãe fiz tudo o que mandaste e continuo sem ver!
- Enganei-te, hoje é 1º de Abril, é o 1º de Abril!



<< Previous Next >>
 
Vote nesta Anedota! - Valor de votação 1
 Estúpida   Excelente      
   
 
Enviar esta Anedota a um amigo
 


Algarve    Aveiro    Beja    Bragança    Braga    Castelo Branco    Coimbra    Évora    Guarda    Leiria    Lisboa    Portalegre    Porto    Santarém    Setúbal    Viana do Castelo    Vila Real    Viseu    Açores    Madeira   





Pesquisa Avançada

Para adicionar a anedota
do dia ao seu site
clique aqui..















Desenvolvido por: canalweb © 1998-2010